domingo, 23 de outubro de 2016

Santana do Cariri - Romaria da Menina Benigna acontece na próxima semana em Santana do Cariri!

Romaria da Menina Benigna acontece na próxima semana em Santana do Cariri

 

 

Romaria em homenagem à menina Benigna, em Santana do Cariri, chega a atrair 35 mil fiéis a cada ano

No dia 24 de outubro de 1941, no Sítio Oitis, a 2km do centro de Santana do Cariri, a menina Benigna ia sozinha buscar água em uma cacimba. Raul, um homem que há tempos se dizia apaixonado pela menina de 13 anos, a abordou ali pela última vez e, indignado com a recusa, assassinou Benigna com um facão. “Ela defendeu sua castidade até a morte”, explica Ypsilon Félix, membro da Comissão Diocesana pela beatificação de Benigna, “este gesto de coragem impactou as pessoas”.

A 200 metros de onde o crime aconteceu, no sítio que hoje é chamado de Inhumas, foi instalado um santuário para onde as pessoas vão a fim de pagar promessas, rezar, deixar “ex-votos” e retirar água da cacimba por onde Benigna passou antes de morrer. A romaria acontece desde 2003 e, em 2013, a Diocese no Crato enviou ao Vaticano o pedido de beatificação da garota, considerada uma mártir pelos fiéis que, a cada ano, vão rezar pela sua alma.

A adoração a Benigna começa sempre a cada dia 15 de outubro, data em que ela completaria aniversário, e vai até o dia 24, quando é lembrada a sua morte. No último sábado, dia em que Benigna completaria 88 anos, uma missa de abertura do evento aconteceu na Igreja Matriz. No próximo domingo (23), às 6h acontece a romaria das crianças, uma caminhada até o túmulo da mártir, que fica na Matriz. No dia seguinte, às 9h, devotos levam flores para a celebração conhecida como “missa das flores”.

Ypsilon, que também é organizador da romaria, explica que Benigna, mesmo antes de sua morte, já era considerada uma santa. “Ela não conseguia ver os colegas receberem a palmatória na escola e preferia receber o castigo por eles. Ela também reclamava muito quando via as outras crianças matando pássaros e destruindo árvores”, conta o pesquisador, “as pessoas gostavam de estar perto dela. Ela era uma menina muito temente a Deus”.

Por ter morrido de forma brutal, defendendo a sua fé e seu temor, o caso de beatificação de Benigna já avança uma etapa no processo, a de precisar comprovar a existência de um milagre. O nome dela hoje carrega o primeiro dos títulos no caminho até ser chamada de beata, que é o de “serva de Deus”. Atualmente, o caso encontra-se na Congregação da Causa dos Santos e, segundo Ypsilon, não tem data para encerrar. “Pode acontecer amanhã, pode acontecer daqui a um ano. Mas eu tenho convicção de que um dia ela vai ser beatificada”, ele diz com Fé.

Cariri Revista 

http://caririrevista.com.br/romaria-da-menina-benigna/

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário