terça-feira, 25 de outubro de 2016

SANTANA DO CARIRI - Romaria 2016 em reverência a Benigna atrai multidão !


 

 

Santana do Cariri. Uma multidão se reuniu na tarde de ontem, dia 24, neste município do cariri cearense, para celebrar o encerramento da 13ª edição da Romaria de Benigna. Segundo estimativa da Matriz de Nossa Senhora Santana, 20 mil devotos participaram da procissão que este ano trouxe o tema "Com Benigna, rumo ao centenário paroquial, celebremos as misericórdias do Senhor".

Conforme explica um dos organizadores do evento, Ypsilon Félix, o dia da abertura dos festejos, 15 de outubro, é alusivo ao nascimento de Benigna e o encerramento relembra a data de sua morte, que completa 75 anos. "Como providência divina, entre a data de seu nascimento e a data de sua morte há um intervalo de nove dias, justamente o tempo para celebração de novenas", pontuou.

Os fiéis saíram em caminhada do bairro Inhumas, onde se encontra o santuário erguido em louvor à menina Benigna Cardoso, morta de forma brutal aos 13 anos de idade, em direção à matriz do município, no Centro. Após a procissão, houve missa solene, com a despedida oficial do Bispo Diocesano Don Fernando. O sacerdote foi responsável pela abertura do processo de beatificação. A celebração teve ainda a presença do bispo Coadjutor Dom Gilberto Pastana.

Em sua despedida, Don Fernando demonstrou felicidade ao ressaltar que a "Romaria de Benigna é um ato de amor e devoção que veio do povo para a Igreja. Essa manifestação não foi imposta pelas autoridades eclesiásticas, mas como uma prova de reconhecimento e memória do martírio de Benigna, uma jovem que renunciou o pecado e acolheu a vontade de Deus".

Padre Paulo Lemos Pereira, responsável pela paróquia do município, lembrou que apesar da Romaria em louvor à jovem acontecer somente há 13 anos, "Benigna já é santa na consciência do povo de Santana, e louvada muito antes do início das romarias. São inúmeras as graças alcançadas por sua intercessão", acrescenta o sacerdote, razão pela qual, segundo ele, "a Romaria tem crescido ano após ano".

Diante do crescente número de fiéis, obras estruturantes têm sido realizadas no percurso entre o santuário e a matriz. A Avenida Monsenhor Mattiolli, agora denominada "Corredor da Fé", está sendo reformada desde o ano passado. Ypsilon analisa que, ao fim da obra, "não somente os romeiros serão beneficiados com uma estrada melhor, mas também os comerciantes, diante do aumento no fluxo de católicos". As obras estão com 50% de execução.

Concluída

A estrada em paralelepípedo com 7 metros de largura terá extensão de 2,5 km, ligando a sede do município ao bairro de Inhumas, local onde Benigna foi assassinada. A primeira parte da obra, já concluída, contempla 1,5 metros de calçadas, com valas e calçamentos. Já na segunda fase, a previsão é que sejam inseridas ciclovias, urbanização com iluminação e boxes para atendimentos aos fiéis.

Ypsilon detalha que o objetivo é criar, ao longo do percurso, estações da Via Sacra, como na Rua do Horto, em Juazeiro do Norte, em direção ao local onde está localizado o monumento de 27 metros erguido em homenagem ao Padre Cícero, que anualmente recebe 2,5 milhões de fiéis. A 200 metros do túmulo onde Benigna foi sepultada, dezenas de fiéis se espremem pacientemente em busca da água retirada da cacimba onde a jovem passou antes de ser assassinada. Ypsilon conta que os fiéis chegam ao poço, tiram a água, se molham, bebem e até levam para casa por acreditarem que ela é abençoada por Benigna, como é o caso da diarista Lucinete Oliveira da Silva Brito, de 36 anos.

Segundo ela, a gravidez do seu terceiro filho foi de risco e "havia grandes possibilidades de a filha nascer morta ou com alguma grave doença. Prometi que se minha filha nascesse com saúde, eu a chamaria de Benigna e todos os anos traria ela aqui no santuário". A agricultora Maria Aparecida, 59, também acredita na santidade de Benigna. "Meu filho tinha feridas na perna e não conseguia sarar. Então orei para Benigna pedindo que ela o curasse e ela atendeu, após ele beber e tomar banho com a água desta cacimba".

Beatificação

Em 2011, a diocese do Crato iniciou os trabalhos para pedir ao Vaticano a beatificação da jovem "mártir". A beatificação, conforme explica o sacerdote Lemos, é o primeiro passo para a canonização, processo pelo qual a Igreja reconhece oficialmente a fama e o testemunho de santidade de alguém que viveu e morreu heroicamente, marcado pelas virtudes cristãs. Com a abertura do processo, Benigna se tornou 'Serva de Deus' e os seus restos mortais foram transladados do cemitério da cidade para a Matriz de Nossa Senhora Sant'Ana, no Centro.

Ainda segundo o padre, o processo de beatificação está em andamento na cúpula da Igreja em Roma. Além da extensa documentação que a equipe diocesana já entregou na Sede da Igreja Católica, o Vaticano solicitou, este ano, depoimentos de pessoas que viveram nas décadas de 40 a 80, relatando graças alcançadas e sobre a consciência popular do martírio de Benigna.

Fique por dentro

Heroína perdeu a vida tragicamente

Benigna Cardoso da Silva nasceu em 15 de outubro de 1928, na localidade de Sítio Oitis, Distrito de Inhumas a 2 km da sede de Santana do Cariri. Em 1941, aos 13 anos perdeu a vida de forma trágica. Benigna foi morta a golpes de facão por um homem que a assediou e tendo ela se recusado a entregar-se foi brutalmente assassinada. Pelo ato a menina passou a ser considerada santa pela população local depois de sua morte, por considerarem o seu gesto de amor e coragem apesar da pouca idade, tornando-se "Heroína da Castidade".

 Fonte: André Costa - Diário do Nordeste.

domingo, 23 de outubro de 2016

Santana do Cariri - CE - Romaria das Crianças 2016!



Centenas de Crianças, louvam a Serva de Deus Benigna em Santana do Cariri!



   A Romaria das Crianças – No primeiro domingo antes do grande dia 24/10, é a vez das crianças irem às ruas prestar suas homenagens a Serva de Deus Benigna Cardoso. A Romaria, criada com o objetivo de construir e fortalecer a devoção a heroína da castidade entre os pequenos, começou às 7 horas da manhã, saindo da Igreja Matriz de Sra. Sant’Ana e percorrendo várias ruas até o bairro Inhumas, em Santana do Cariri – CE.



    A romaria das crianças, está dentro da programação da 13ª Romaria da Serva de Deus Benigna, que se encerra amanhã dia 24 de outubro, data em que se rememora os 75 anos do martírio. A jovem “mártir” de 13 anos que foi assassinada em 1941.



     Após sua morte, Benigna passou a ser invocada como “Santa”, visto que a mesma era bastante conhecida como pessoa cheia de Deus e diante da sedução de Raul seu algoz, ela não hesitou: preferiu morrer para não ofender a sua religiosidade. A Jovem está em processo de beatificação pelo vaticano, podendo vir a ser a primeira beata do Estado do Ceará.



Neste dia 24/10, cerca de 20 mil Romeiros, são aguardados em Santana do Cariri, veja a programação:



Programação:



Dia 24/10



9h – Missa no Santuário em Inhumas



11h – Missa das Flores na matriz



15h – Oração no Santuário



16h – Caminhada até a Matriz



17h – Solene Concelebração Eucarística




 Fotos: Danilo Sobreira e Ypsilon Félix

Santana do Cariri - Romaria da Menina Benigna acontece na próxima semana em Santana do Cariri!

Romaria da Menina Benigna acontece na próxima semana em Santana do Cariri

 

 

Romaria em homenagem à menina Benigna, em Santana do Cariri, chega a atrair 35 mil fiéis a cada ano

No dia 24 de outubro de 1941, no Sítio Oitis, a 2km do centro de Santana do Cariri, a menina Benigna ia sozinha buscar água em uma cacimba. Raul, um homem que há tempos se dizia apaixonado pela menina de 13 anos, a abordou ali pela última vez e, indignado com a recusa, assassinou Benigna com um facão. “Ela defendeu sua castidade até a morte”, explica Ypsilon Félix, membro da Comissão Diocesana pela beatificação de Benigna, “este gesto de coragem impactou as pessoas”.

A 200 metros de onde o crime aconteceu, no sítio que hoje é chamado de Inhumas, foi instalado um santuário para onde as pessoas vão a fim de pagar promessas, rezar, deixar “ex-votos” e retirar água da cacimba por onde Benigna passou antes de morrer. A romaria acontece desde 2003 e, em 2013, a Diocese no Crato enviou ao Vaticano o pedido de beatificação da garota, considerada uma mártir pelos fiéis que, a cada ano, vão rezar pela sua alma.

A adoração a Benigna começa sempre a cada dia 15 de outubro, data em que ela completaria aniversário, e vai até o dia 24, quando é lembrada a sua morte. No último sábado, dia em que Benigna completaria 88 anos, uma missa de abertura do evento aconteceu na Igreja Matriz. No próximo domingo (23), às 6h acontece a romaria das crianças, uma caminhada até o túmulo da mártir, que fica na Matriz. No dia seguinte, às 9h, devotos levam flores para a celebração conhecida como “missa das flores”.

Ypsilon, que também é organizador da romaria, explica que Benigna, mesmo antes de sua morte, já era considerada uma santa. “Ela não conseguia ver os colegas receberem a palmatória na escola e preferia receber o castigo por eles. Ela também reclamava muito quando via as outras crianças matando pássaros e destruindo árvores”, conta o pesquisador, “as pessoas gostavam de estar perto dela. Ela era uma menina muito temente a Deus”.

Por ter morrido de forma brutal, defendendo a sua fé e seu temor, o caso de beatificação de Benigna já avança uma etapa no processo, a de precisar comprovar a existência de um milagre. O nome dela hoje carrega o primeiro dos títulos no caminho até ser chamada de beata, que é o de “serva de Deus”. Atualmente, o caso encontra-se na Congregação da Causa dos Santos e, segundo Ypsilon, não tem data para encerrar. “Pode acontecer amanhã, pode acontecer daqui a um ano. Mas eu tenho convicção de que um dia ela vai ser beatificada”, ele diz com Fé.

Cariri Revista 

http://caririrevista.com.br/romaria-da-menina-benigna/

 

domingo, 9 de outubro de 2016

13ª ROMARIA DA SERVA DE DEUS BENIGNA CARDOSO EM SANTANA DO CARIRI - CE!

 Santana do Cariri celebra 13ª Romaria de Benigna Cardoso!


    A comunidade católica de Santana do Cariri, na Região do Cariri-Oeste se prepara para celebrar mais uma Romaria de Benigna Cardoso da Silva, jovem "Mártir” da castidade que fora brutalmente assassinada aos 13 anos, em 1941. A Romaria chega a sua 13ª edição e acontece no próximo dia 24 de outubro.

Segundo a história, Benigna era uma menina temente a Deus e seguidora dos ensinamentos da religião, sempre buscava está em sintonia com Deus. Um jovem de nome Raul se apaixonou pela menina e tentou seduzi-la. Benigna não se deixou levar pelas seduções do rapaz para não ofender sua consciência cristã não aceitando a prática do ato sexual, inconformado com, Raul assassinou Benigna a golpes de facão.

Após sua morte a menina passou a ser invocada como Santa por ser conhecida como pessoa cheia de Deus, muitos foram os testemunhos de graças alcançadas por seu intermédio a partir daí o seu santuário passou a ser frequentado e as romarias surgiram em sua homenagem. A diocese do Crato, iniciou os trabalhos para pedir ao Vaticano a beatificação da jovem “mártir".

A beatificação é o primeiro passo para a canonização, processo pelo qual a Igreja reconhece oficialmente a fama e o testemunho de santidade de alguém que viveu e morreu heroicamente, marcado pelas virtudes cristãs. O processo de beatificação de Benigna começou em 2011 na sua fase diocesana e desde de 2014 está na fase Romana [em Roma] a partir daí a Congregação para a causa dos Santos já nomeou Benigna como Serva de Deus.

Segundo o pároco de Santana do Cariri, Paulo Lemos Pereira, o processo está em andamento na cúpula da Igreja em Roma. Além da extensa documentação que a equipe diocesana entregou ao Vaticano, através de Dom Fernando Panico, contendo testemunhos de contemporâneos de Benigna sobre sua santidade. Relatos históricos sobre as virtudes da jovem, artigos de livros, revistas e jornais.

Já em 2016 o Vaticano solicitou depoimentos [de pessoas que viveram nas décadas de 40 a 80] de graças alcançadas e sobre a consciência popular do martírio de Benigna, para fortalecer ainda mais a certeza de que verdadeiramente o martírio da jovem é cristão.

Programação

A programação da romaria  tem início  com uma moto Romaria  no 15 de Outubro, data do natalício de Benigna e estendendo até o dia 24 , quando  será celebrado 75 anos do martírio .Neste dia haverá Missa ás 9h da manhã no Santuário de Benigna Cardoso no bairro  de  Inhumas ; 11h Missa das flores  na Matriz de Nossa Senhora Santana, e a partir das 15h concentração no bairro Inhumas seguida de caminhada até a Matriz, quando haverá a Missa Festiva presidida por Dom Fernando Bispo Diocesano e concelebrada por Dom Gilberto, bispo coadjutor e sacerdotes convidados.

Na ocasião da Missa a comunidade de Santana do Cariri fará homenagem a Dom Fernando por ter sido ele responsável por ter levado para Roma o pedido de Beatificação de Benigna. Esta romaria será a última que Dom Fernando presidirá como bispo diocesano já que em janeiro ele entregará o báculo a Dom Gilberto Pastana.

O estudante Matheus do Nascimento, destaca que devido a fé das pessoas em Benigna Cardoso, o evento tem atraído cada vez mais um maior número de pessoas, principalmente pelos milagres já ocorridos. “Eu, mesmo, sou um devoto dela, tenho muita fé em Benigna Cardoso, é tanto que sempre que posso participo das romarias e das missas em que é celebrada no bairro de Inhumas, em Santana do Cariri”, externou.

O funcionário público Estadual, José Macário de Lima, devoto da menina Benigna Cardoso, disse que a romaria é um ato histórico social e religioso, muito significante para a comunidade religiosa de Santana do Cariri. “Basta, lembrar que a nossa santinha já está chamando a atenção de muitas pessoas de fé, que vem venerar esta Serva a de Deus em seu santuário no bairro de Inhumas”, afirmou.  Segundo ele, fiéis de todas as partes do estado já visitaram o local para promessas, atribuindo os milagres a interseção de Benigna.      

 

AGENDE SUA CARAVANA!

CONTATOS: TIM (88) 9- 9652-6108 - CLARO: 9-9447-0364

Santana do Cariri - CE - 13ª Romaria da Serva de Deus - Benigna Cardoso da Silva!

VEJA NOSSA PROGRAMAÇÃO:

AGENDE SUA CARAVANA!

CONTATOS: TIM (88) 9- 9652-6108 - CLARO: 9-9447-0364

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Santana do Cariri - Benigna Cardoso destaque na Folha de São Paulo!

Menina que resistiu a estupro no século passado, ‘heroína da castidade’ pode virar santa no Ceará!

José Marques, de Santana do Cariri (CE) | 16/06/2016


     Benigna Cardoso da Silva tinha 13 anos quando foi assassinada em Santana do Cariri (CE) ao resistir a um estupro. O crime aconteceu em 1941 e chocou a cidade. Desde então, os moradores passaram a considerar a menina como mártir e a fazer pedidos e promessas em seu nome.


Hoje, Benigna tem o título de “Serva de Deus” pelo Vaticano e seu processo de beatificação é intermediado pela Diocese do Crato, cidade vizinha.


O agressor tinha 16 anos e havia pedido a menina em namoro mais de uma vez. Um dia, quando Benigna voltava para casa com uma cacimba de água, ele a abordou, tentou violentá-la e a matou a golpes de facão.


Como não chegou a ter relação sexual, prevaleceu na cidade a interpretação de que ela morreu para não perder a virgindade. A garota era conhecida por ser muito religiosa.

Em campanha para que ela se torne santa, a igreja local a classifica como “heroína da castidade”.


“Ela sofreu uma violência, mas no contexto religioso a interpretação do pecado vem em primeiro lugar”, afirma o padre Paulo Lemos Pereira, responsável pela paróquia do município. O chanceler da cúria diocesana do Crato, Armando Rafael, também defende essa versão: “Foi para defender sua pureza que ela preferiu morrer”.


Como a diocese entende que Benigna morreu como mártir, o processo de beatificação é facilitado, porque dispensa a comprovação de um milagre.


ROMARIAS


Cidade de 19 mil habitantes na divisa de Pernambuco, Santana do Cariri tem se beneficiado com a causa. O local onde nasceu e morreu a candidata a primeira beata do Ceará virou destino de romeiros.


Devota de Benigna, a prefeita Danieli Abreu (PSL) até doou uma estátua da menina para ser colocada na entrada do município.


A região já é conhecida por atrair fiéis do padre Cícero Romão Batista (1844-1934), outro santo “extraoficial” –que não é reconhecido pela Igreja Católica com o título.


O padre Cícero nasceu no Crato e foi radicado na cidade vizinha de Juazeiro do Norte. Chegou a ser afastado da igreja em 1889, após ficar famoso por ter feito um suposto milagre, e só foi perdoado no ano passado.


Em Santana do Cariri, as romarias organizadas em devoção a Benigna começaram há 16 anos e acontecem em outubro, mês em que a menina morreu. Ano passado, segundo os organizadores, a celebração religiosa atraiu 20.000 pessoas.


“Desde que nasci ouço falar de Benigna. Minha mãe sempre rezou muito por ela e é devota. Ano passado, quando teve um C.A. [câncer] de mama, fez promessas para Benigna e hoje ela já está bem de saúde”, diz Ypsilon Félix, 22, um dos organizadores do evento.


Segundo o padre Lemos, Benigna “já é santa na consciência do povo de Santana”. Na beira da estrada em que ela morreu, foi construído um santuário de calcário onde as pessoas que dizem ter alcançado graças põem ex-votos –amuletos que representam a parte do corpo curada.


Em 2013, o corpo de Benigna foi exumado e foram feitos exames, inclusive para saber se ela continuou virgem. O resultado foi positivo, de acordo com Lemos.


O chanceler Armando Rafael diz que o processo continua a correr em Roma, com novos pedidos de documentos, que são entregues à Santa Sé pelo bispo do Crato dom Fernando Panico.


A campanha no Ceará por Benigna ocorre num momento em que se fala da “cultura do estupro” no país, após o estupro coletivo cometido por 33 homens contra uma adolescente de 16 anos no Rio de Janeiro e depois de vários casos registrados no Piauí.


Folha de São Paulo - 15/06/2016