quarta-feira, 26 de março de 2014

Santana do Cariri - CE - Processo de Benigna modelo de Curso para novos Postuladores no Mundo!

EXCELENTE NOTÍCIA!
A CAIXA CONTENDO A DOCUMENTAÇÃO DO PROCESSO DE BEATIFICAÇÃO DE BENIGNA FOI OFICIALMENTE ABERTA NO VATICANO, PARA SER MINISTRADO UM CURSO PARA POSTULADORES, TENDO COMO MODELO O PROCESSO DA NOSSA SERVA DE DEUS!


VEJA O EMAIL NA ÍNTEGRA ENVIADO AO PE. PAULO LEMOS;

O professor Vittorio Capuzza, postulador da causa de beatificação da a Serva de Deus Benigna Cardoso da Silva – no fase romana – apresentou, hoje, 21 de março 2014, na aula do curso da Causa dos Santos, um breve relato histórico da ‘presumível’ santa mártir, a Serva de Deus Benigna Cardoso da Silva. O Curso para Causa dos Santos – Studium – é organizado pela Congregação para a Causa dos Santos visando à capacitação de 110 novos postuladores e juízes de todas as partes do mundo. Na presença do Subsecretário da Congregação, Mons. Giacomo Papalardo e do Relator e professor Mons. Robert Sarno, deu-se o segundo Ato jurídico da fase romana, que consiste na abertura da ‘caixa sigilada’, expedida pela diocese de Crato para a Congregação para a causa dos Santos, contendo as duas copias do processo realizado na diocese e, numa carta, também sigilada, contendo o parecer do Bispo de Crato, do Delegado episcopal, do Promotor de justiça e carta da conclusão e fechamento da fase diocesana.

Sou p. Léo Heck, scj, e tirei algumas fotos e fiz alguns vídeos (de maneira amadorística). Sou o superior e diretor do nosso Collegio Internazionale, em Roma. Se lhe interessar, posso-lhe enviar para posterior documentação do processo.

Cordial abraço: P.Léo; 





domingo, 16 de março de 2014

Santana do Cariri - CE - Processo feito pela Diocese de Crato pedindo a beatificação de Benigna será usado em curso promovido no Vaticano!


   O professor Vittorio Capuzza, postulador da causa de beatificação da Serva de Deus Benigna Cardoso da Silva – no âmbito do Vaticano – vem de informar ao monsenhor Vitaliano Mattiolli, postulador da mesma causa na Diocese de Crato, que a Sagrada Congregação para a Causa dos Santos promoverá em breve um curso visando à capacitação de 100 novos postuladores e juízes diocesanos. A pedido da mesma Congregação, o Dr. Vittorio Capuzza irá explanar aos alunos desse curso os requisitos exigidos de um Tribunal Eclesiástico Diocesano para enviar ao Vaticano um pedido de beatificação dentro das exigências na fase diocesana do processo.
A Congregação das causas dos Santos confiou ao Dr. Vittorio Capuzza a tarefa de descrever e ilustrar como deve ser realizada a fase da investigação diocesana. Agora a boa notícia: O exemplo a ser estudado nessa capacitação será o dossiê da abertura do processo de beatificação da Serva de Deus Benigna Cardoso da Silva feito pela Diocese de Crato. Deste modo, a vida e o testemunho de santidade de Benigna poderão vir a ser divulgados no mundo inteiro.
 Saiba mais
   O processo pedindo a beatificação da menina Benigna foi aberto oficialmente em 16 março de 2013, tão logo a Diocese de Crato recebeu o “Nihil Obstat” da Sagrada Congregação para a Causa dos Santos aprovando o inicio dos estudos. A partir daí a comissão nomeada por Dom Fernando Panico começou a recolher declarações das testemunhas que conheceram Benigna, além  de depoimentos que relataram milagres e graças alcançadas por intercessão da menina-mártir. Essa etapa se constituiu na fase diocesana do processo, a qual foi encerrada num prazo recorde: em 21 de setembro de 2013.
   Toda a documentação produzida pela comissão foi levada para Roma e protocolada junto a Sagrada Congregação para a Causa dos Santos. Em 14 de outubro de 2013, Dom Fernando Panico teve audiência particular com o Papa Francisco quando tratou do processo de beatificação de Benigna, bem como do pedido de reabilitação canônica do Padre Cícero. Ambas as iniciativas partiram do Bispo de Crato.

Santana do Cariri - CE - Livro sobre Benigna será lançado em abril !!!!


Será lançado na primeira semana de abril, um livro inédito sobre a história da serva de Deus, Benigna Cardoso da Silva. A obra tratará do seu histórico de vida, tendo como base para elaboração o dossiê enviado no ano passado, para compor o processo de beatificação, da jovem nascida em Santana do Cariri, e assassinada brutalmente aos 13 anos. A data de lançamento do livro ainda será definida, segundo um dos responsáveis pelo trabalho, Ypsilon Félix, que compôs a comissão de elaboração do dossiê.
Os levantamentos vão desde a narração histórica a um levantamento de imagens e reportagens. Segundo ele, a história da serva de Deus será abordada por meio diversos fatores e contextos históricos, biográficos, sociológicos e geográficos.
A abordagem virá de forma objetiva, com conteúdo preciso e embasado no contexto do dossiê enviado ao Vaticano. Os autores serão os membros que fizeram a composição do Tribunal Eclesiástico para Beatificação na Fase Diocesana. Para Ypsilon Félix, a história de Benigna relata, de forma e aspecto singular, os princípios de caráter e de temor a Deus.
"Preservando assim, os costumes que mandam a Santa Igreja Católica, bem como os mandamentos da lei de Deus", afirma. Conforme Félix, Benigna defendeu sua castidade doando a sua própria vida por amor a Deus. Santana do Cariri recebe continuamente devotos da menina, já considerada santa.
Ineditismo
Para o membro da comissão, o trabalho foi finalizado ano passado, primeiramente como aspectos necessários para os trâmites da beatificação. Esse será o primeiro trabalho escrito sobre Benigna, embasado em documentos oficiais. "É um momento de concretização, com base em toda documentação oficial, prestes a ser publicado", diz ele.
O principal objetivo dessa publicação é tentar suprir a necessidade de informações a respeito de Benigna. A ideia é que o material também possa ser fornecido nas escolas e compor o acervo bibliográfico de instituições de ensino da região.
Para Ypsilon, será uma importante fonte de pesquisa, didática e religiosa, de disseminação da história de Benigna como pessoa histórica e de exemplo, como também dos fatores que preservam a moral e os bons costumes, e que envolvem vários outros aspectos, inclusive o religioso da Região do Cariri.
A elaboração do trabalho está na etapa de serviços gráficos e diagramação do livro, além da seleção dos colaboradores e patrocinadores para o projeto. A obra deverá ser comercializada como forma de contribuir com a causa de Benigna.
O lançamento está também dentro da programação das comemorações alusivas ao Jubileu do Centenário da Diocese do município do Crato. Este ano já está marcada uma Romaria do jubileu da Juventude Diocesana para o dia 18 de maio, em Santana do Cariri, onde os jovens das 55 paróquias da Diocese e 28 cidades do Cariri, irão se dirigir à Terra de Benigna em romaria louvando a jovem Benigna Cardoso da Silva, considerada a Heroína da Castidade.
Ao longo dos anos, a jovem Benigna, morta a golpes de facão por Raul Alves, que tentou possuí-la, passou a ser considerada uma 'mártir da pureza' na cidade. Os fiéis atribuem à menina Benigna, como é chamada por muitas pessoas, milagres. Por conta dessa devoção, foi enviado ao Vaticano um pedido oficial para a beatificação da jovem. Por conta do martírio, o processo teve um andamento rápido. Esse fato, por si, já é considerado milagre pela Igreja.
O levantamento de todo o material de elaboração do dossiê para compor o processo de beatificação foi feito em dois anos. Um trabalho árduo da equipe, que vasculhou até mesmo os documentos relacionados a documentos judiciais, no que diz respeito ao processo de Raul. Foi um dos últimos encontrados e mais importantes, por trazer de forma mais detalhada como ocorreu o crime.

Lembranças
Ainda hoje, no pequeno distrito de Inhumas, em Santana do Cariri, contemporâneos de Benigna Cardoso relatam o ocorrido e lembram como era ela, seu comportamento, a escola onde estudou. Foram reunidos diversos documentos, inclusive dos testemunhos dos milagres.
Em Roma, foi escolhido um novo postulante pelo bispo diocesano, para acompanhar o processo da jovem mártir, já que ele deve residir no local. No Brasil, esse trabalho foi realizado pelo italiano, monsenhor Vitaliano Matiolli. Um dos integrantes da comissão é Sandro Cidrão. Seu depoimento, como um dos agraciados com o milagre, consta no processo sobre o assunto. 

Depoimentos relatam graças alcançadas

São mais de cem depoimentos de graças alcançadas descritos em um calhamaço de documentos que inclui 10 testemunhos de contemporâneos de Benigna Cardoso da Silva, assassinada aos 13 anos, a golpes de facão, para defender sua castidade. Daquele fatídico 24 outubro de 1941 a devoção à menina, que passou a ser conhecida como a ‘mártir da pureza’, tem crescido, ao ponto de ter esse reconhecimento pelo Vaticano, que aceitou, no início deste ano, o pedido de análise do processo diocesano, em prol da beatificação. 
O trabalho de resgate de todos os documentos para compor o dossiê foi finalizado em setembro do ano passado. A história poderá se tornar o primeiro caso de beatificação do Ceará. A entrega da documentação no Vaticano ocorreu em outubro de 2013, pelo bispo diocesano, dom Fernando Panico, e o postulante da causa de Benigna, pela Diocese, monsenhor italiano, Vitaliano Mattioli. A documentação, que poderá chegar a mais de 300 páginas será avaliada por duas comissões, uma formada por cardeais e a outra histórica. Para o postulante, esse processo de análise não irá durar menos de um ano, ou até um ano e meio.

Mais informações:

Paróquia Senhora Sant'Ana 

Rua Padre Cristiano, 304 
Santana do Cariri 
Telefone: (88) 3545.1485
ELIZÂNGELA SANTOS
REPÓRTER