sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Santana do Cariri - CE - "Agradeço o bom Deus por ter frequentado o Seminário naquele tempo, com aquela formação forte, espartana, mas construtiva" Faleceu ontem Mons. Vitaliano Mattioli, sacerdote italiano, missionário no Ceará, que há anos colaborava com ZENIT!

Brasília, (Zenit.org) Thácio Siqueira

Faleceu ontem, 4 de dezembro, na cidade de Recife (PE), em consequência de uma delicada cirurgia cardíaca, um nobre e santo colaborador de ZENIT, mons. Vitaliano Mattioli, na idade de 76 anos.
Nascido em Roma (1938) Vitaliano ingressou no seminário menor. Como ele mesmo dizia “Agradeço o bom Deus por ter frequentado o Seminário naquele tempo, com aquela formação forte, espartana, mas construtiva”.
Durante mais de 40 anos esteve no meio acadêmico, onde foi Vice-Reitor do Colégio Santo Apolinare para adolescentes, e professor de Teologia Moral na Pontifícia Universidade Urbaniana, em Roma. “Sempre desejei ter os pés no chão. É por isso que eu pedi para colaborar com uma paróquia em Roma, na região leste da cidade, que durou quarenta anos”, disse uma vez a ZENIT monsenhor Vitaliano.
Em sua atividade pastoral colocou atenção especial aos jovens que se aproximavam do sacramento do matrimônio. Dizia aos jovens que “o difícil não é casar, mas continuar na vida matrimonial”; e sempre se mostrou um sacerdote disponível para ajudar os casais em momentos de dificultades. Dizia: “O importante é que, nestes momentos de SOS, o sacerdote esteja sempre disponível. Deve encontrar tempo para estar. Muitos casais salvaram o seu casamento justamente por causa desta atenção e disponibilidade pastoral”.
A diocese de Crato, no Ceará, emitiu ontem uma nota de pesar pelo falecimento desse homem de Deus, “exemplo de sacerdote santo, zeloso, humilde e ajuizado”.
Na nota, assinada pelo bispo de Crato, Dom Fernando Panico, M.S.C, se destaca o grande espírito missionário que animou a vida de Mons. Vitaliano, o qual “Sobrevindo o tempo da aposentadoria, ao invés de usufruir o merecido repouso das lidas diárias no campo da educação, quis coroar um antigo sonho desde os tempos de seminário: ser missionário a serviço da Igreja na América Latina”.
Como postulador da causa de beatificação da jovem benigna, de Santana do Cariri, conhecida como a mártir da castidade, hoje mons. Mattioli se encontrou com ela pessoalmente, aquela que segundo ele mesmo, esperançoso para que a Igreja reconheça o martírio de Benigna e possa beatificá-la, “Seria a primeira beata mártir do Ceará”, afirmou em artigo que escreveu para zenit quando da conclusão do processo diocesano.
Toda a redação de ZENIT e também os nossos leitores elevam hoje a Deus uma oração pelo eterno descanso de Mons. Vitaliano, sacerdote que deixou muitas saudades por onde passou, porque passou realmente fazendo o bem às almas.
 Em breve publicaremos o seu último texto, enviado pouco antes da sua intervenção cirúrgica.
Créditos: ZENIT.

Santana do Cariri - CE - Nossa Eterna gratidão ao Saudoso Monsenhor Vitaliano Mattiolli!!!

Túmulo onde está sepultado os restos Mortais da Serva de Deus Benigna Cardoso, na Igreja matriz da Paróquia Senhora Sant'Ana - Santana do Cariri - CE, recebe a homenagem dos paroquianos ao Monsenhor Vitaliano Mattiolli.
A esquerda Pe. Paulo Lemos e a direita Ypsilon Félix.
Foto: Geânio Felipe.

Nota de pesar pelo falecimento do Monsenhor Vitaliano Mattioli!

A Diocese de Crato publicou nesta quinta- feira, dia 4, nota de pesar pelo falecimento do monsenhor Vitaliano Mattioli. No texto são lembrados momentos importantes do trabalho do missionário na Diocese de Crato, onde atuou como postulador no processo de beatificação da jovem Benigna Cardoso da Silva, a Mártir da Castidade, exerceu a função de assessor espiritual diocesano da Pastoral Familiar e professor no Seminário Diocesano São José. “A Diocese de Crato deve muito a Mons. Mattioli, pelo seu exemplo de sacerdote santo, zeloso, humilde e ajuizado. Em oração, unimo-nos aos familiares e amigos de monsenhor Vitaliano Mattioli e a igreja particular de Crato, com esperança na ressurreição e na vida eterna que em Cristo nos foi prometida”, conclui.
Confira o texto na íntegra:
Crato, 04 de dezembro de 2014
Nota de pesar pelo falecimento do monsenhor Vitaliano Mattioli
“Eu sou o caminho, a verdade e a vida”. (João 14, 6)
A Diocese de Crato expressa profundo pesar pelo falecimento do monsenhor Vitaliano Mattioli, ocorrido nesta quinta- feira, dia 04 de dezembro, na cidade de Recife (PE) em consequência de uma delicada cirurgia cardíaca.
Monsenhor Mattioli, doutor em teologia moral e bioética, era natural de Roma, na Itália, e tinha 76 anos. Foi ordenado presbítero em 10 de março de 1963. Durante 41 anos prestou serviços em Instituições pedagógicas e acadêmicas mantidas pelo Vaticano. Exerceu o cargo de Vice Reitor do Colégio Santo Apolinare para jovens no ensino médio, e professor de Teologia Moral na Pontifícia Universidade Urbaniana, formando muitos Padres para a Igreja missionária. Nos fins de semana e nas festas se deslocava para a periferia de Roma, a fim de ajudar na Paróquia de Casal Bertone. Recebeu o título de monsenhor em 8 de outubro de 1983.
Sobrevindo o tempo da aposentadoria, ao invés de usufruir o merecido repouso das lidas diárias no campo da educação, quis coroar um antigo sonho desde os tempos de seminário: ser missionário a serviço da Igreja na América Latina. Assim, depois de algum tempo em Caucaia, região metropolitana de Fortaleza, foi acolhido na Diocese de Crato, em 2009.  Aqui exerceu intenso e fecundo ministério sacerdotal, como  postulador da causa de beatificação da jovem Benigna, de Santana do Cariri, a mártir da castidade, como assessor espiritual diocesano da Pastoral da Família, como formador da dimensão espiritual no Seminário Diocesano São José e professor dedicadíssimo e competente no Seminário São José do Crato, onde lecionou Eclesiologia, História da Igreja Antiga e de Mariologia no Curso de Teologia no mesmo seminário e na Escola Diaconal da Diocese. Também era confessor do Santuário Eucarístico Diocesano e na Catedral.
A Diocese de Crato deve muito a Mons. Mattioli, pelo seu exemplo de sacerdote santo, zeloso, humilde e ajuizado.
Em oração, unimo-nos aos familiares e amigos de monsenhor Vitaliano Mattioli e a igreja particular de Crato, com esperança na ressurreição e na vida eterna que em Cristo nos foi prometida.
Dom Fernando Panico, MSC
Bispo da Diocese de Crato
Autor: Assessoria de Imprensa

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Santana do Cariri - CE - Devoção a Benigna Cardoso atrai milhares de fiéis a Santana do Cariri- CE!

Hoje, 24, aconteceu a 11ª Romaria a Benigna Cardoso, na cidade de Santana do Cariri- CE, onde mais de 5 mil fiéis, segundo a Policia Militar do Ceará, participaram de um momento de oração no bairro de Inhumas, seguido de caminhada até a Igreja Matriz de Senhora Santana, concluindo com a celebração da Santa Missa presidida por Dom Fernando Panico e concelebrada pelo pároco, Pe. Paulo Lemos, juntamente com diversos sacerdotes da Diocese de Crato. A romaria traz como tema “Com Benigna testemunhemos uma igreja romeira e missionária”.
A mártir da castidade, como também é conhecida a jovem Benigna, que foi brutalmente assassinada em 24 de outubro de 1941, aos 13 anos, por defender sua castidade, está com o processo de beatificação sendo analisado pela Congregação para causa dos Santos, no Vaticano, que já lhe atribuiu o título de Serva de Deus. Dom Fernando explicou que o processo de Benigna está sendo estudado com atenção particular em Roma e que será submetido ao discernimento e oração do Santo Papa, demostrou também esperança na resposta positiva do caso, “tenho para mim que não demorará muito. São vários os testemunhos de graças alcançadas pela intercessão de Benigna. Por enquanto temos que respeitar o tempo da Santa Igreja”.
O bispo disse que se a mártir Benigna for beatificada, o dia 24 de outubro poderá ser o dia em que a sagrada liturgia fará sua memória. Também falou do exemplo de tantos padres, religiosos e religiosas, e leigos que passaram pela Diocese de Crato no primeiro centenário e doando sua vida pelo amor ao evangelho. Frisou a paixão de Benigna por Cristo como um exemplo heroico e disse esperar que os frutos de uma igreja que trabalha sempre unida possam ser colhidos no dia- a- dia da missão.
Devota Mirtes Pires que foi a Santana do Cariri agradecer por uma graça alcançada. (Foto: Patrícia Silva)Devota Mirtes Pires que foi a Santana do Cariri agradecer por uma graça alcançada. (Foto: Patrícia Silva)
O número de devotos da “Heroína da Castidade” cresce cada vez mais e muito deles, como uma forma de agradecimento pelas graças alcançadas, se deslocam até Santana do Cariri para pagar suas promessas, como é o caso da autônoma Mirtes Pires, 49, que após ser curada de um caroço no seio no último mês de setembro, vestiu- se com um vestido parecido com o da jovem mártir, de cor vermelha com bolas brancas, e ao chegar ao local onde aconteceu o martírio o ofereceu como ex-voto, sendo testemunhal da graça alcançada.
Fato que não foi diferente com a professora Lúcia Castro, 57, que teve um aneurisma cerebral, chegando a realizar a cirurgia em Sobral- CE e, segundo ela, pela intercessão de Benigna, conseguiu se recuperar sem nenhuma sequela. “Acreditei na intercessão da jovem Benigna e hoje estou aqui, curada”, testemunhou.
Pe. Paulo Lemos falou que são vários os testemunhos, de graças alcançadas através de Benigna, que chegam a Matriz de Senhora Santana, como de cura de câncer, depressão e favores diversos, explica também que, de forma organizada, a romaria está em sua 11ª edição, mas desde 1941 muitas pessoas vinham a Inhumas prestar sua devoção. “A romaria sempre é um momento muito forte para a paróquia e a Diocese de Crato. É quando mais uma vez damos continuidade a este testemunho de fé do povo de Deus, relembrando Benigna como modelo de santidade da diocese centenária. Avalio de forma muito positiva a romaria 2014. Estamos com um sentimento de gratidão”, afirmou.
Dom Fernando Panico acolhendo os fiéis antes da caminhada. (Foto: Patrícia Silva)Dom Fernando Panico acolhendo os fiéis antes da peregrinação. (Foto: Patrícia Silva)
Além da romaria de hoje os fiéis vêm a Santana do Cariri no decorrer de todo o ano, em especial na festa de Senhora Santana, que acontece de 16 a 26 de julho, e já se tornou parte do calendário de romaria a Benigna, como também no terceiro sábado de cada mês onde é celebrada a Santa Missa, às 16h, na capela de Inhumas.
Santana do Cariri possui 17 mil habitantes e no período de romaria recebe mais de 20 mil romeiros, ou seja, a cidade mais que duplica o número de sua população chegando a ter aproximadamente 40 mil pessoas. Segundo o vereador e líder do governo em Santana do Cariri, João Paulo Cabral, o número de devotos que visitam o município na romaria de outubro varia entre 40 e 50 mil pessoas, sem se contar nas pequenas romarias realizadas no decorrer de todo o ano, eventualidade que contribui com o desenvolvimento econômico e social do município. “Esta romaria transforma a cidade”, afirmou.
Tendo em vista a grande participação dos devotos o vereador informou que a prefeitura está investindo em obras para melhorar a infraestrutura da cidade e acolher melhor os romeiros. “Estamos buscando, com os órgãos competentes, proporcionar uma melhor infraestrutura. Já existem emendas parlamentares para fazermos o Corredor da Fé de Benigna, que visa à ampliação da via de acesso do bairro de Inhumas até sede da cidade, percurso de 2 km que será calçado em paralelepípedo e com zonas que chamaremos de estações, para que o romeiro possa percorre-lo peregrinando e demostrando sua fé”, disse.
Fiéis participam de Peregrinação do bairro de Inhumas até a igreja Matriz de Senhora Santana. (Foto: Patrícia Silva)Fiéis participam de peregrinação do bairro de Inhumas até a igreja Matriz de Senhora Santana. (Foto: Patrícia Silva)
As obras citadas pelo vereador deverão iniciar em dezembro, logo após o período eleitoral, com previsão para serem concluídas antes do dia 24 de outubro de 2015. A prefeita Danieli Machado decretou a data da Romaria de Benigna, dia 24 de outubro, como feriado municipal.
A exposição Heroína da Castidade que apresenta peças utilizadas por Benigna, como o terço e a bíblia, esteve exposta durante o tríduo preparatório e a romaria, no salão paroquial da Matriz.
                                   Créditos: Patricia Silva - Site da Diocese de Crato - CE.

Santana do Cariri - CE - Romaria da Serva de Deus Benigna 2014! Imprensa Vídeos!

Acompanhe as matérias da 11ª Romaria da Serva de Deus Benigna na imprensa, através dos Link's abaixo;

http://globotv.globo.com/tv-verdes-mares/cetv-1a-edicao-juazeiro-do-norte/v/romaria-de-martir-benigna-reune-10-mil-pessoas/3720218/


Santana do Cariri - CE - Serva Benigna Graça Alcançada!

DEPOIMENTO DE GRAÇA ALCANÇADA ATRIBUÍDA A SERVA DE DEUS BENIGNA CARDOSO DA SILVA  

Meu  nome CICERA MARIA DE OLIVEIRA, no ano de 2012 comecei com uma doença não descoberta pelos médicos até então, sem me alimentar e sem dormir,  mesmo  assim os médicos que me atenderão resolveram realizar uma cirurgia sendo esta cirurgia marcada por 03 vezes  esperando a mesma , realizei uma viagem para  Santana do Cariri  passando uma temporada lá fui convidada a ir ao museu e encontrei um quadro com a foto e a história  da SANTA BENIGNA,  então resolvi  fazer  dois  pedidos  e alcancei  a graça .
 
 Primeiro PEDIDOS;
 
 Pedi a Santa que me ajudasse a descobrir meu problema de saúde  já que os médicos marcaram cirurgia mesmo sem saber exatamente o que eu tinha , com 10 dias após o pedido e a visita ao museu  recebi uma ligação  pedindo para comparecer ao hospital, assim os médicos  disseram para repetir todos os exames necessários para realizar a cirurgia, após os resultados dos exames   já não estava sentindo mais nada ai então fui chamada novamente ao hospital e lá os médicos disseram que  estava tudo normal  nos meus exames  e que não era necessário  mais fazer a  cirurgia. Tenho a certeza que fui curada  após  meu pedido a "SANTA" BENIGNA   despois de minha visita, pois até o dia de hoje não sinto mais nada. 
 
 
 SEGUNDO PEDIDO; 
 
 
 Me casei  em 1957  após 12 anos de casamento   meu esposo  saiu  para trabalhar em outra cidade, me deixando com 05 filhos para criar   com o passar do tempo  ele não  mais voltou e ficamos 43 anos separados, mais ainda amando meu esposo  acreditava   na minha fé e nos meus pedidos de oração, sendo assim ainda adoenta  na mesma visita ao museu  além pedir pela minha saúde que estava abalada  pedi também  que meu esposo retornasse  ao nosso lar.  na mesma semana que recebi  a benção da cura, meu querido e amado marido veio me buscar para morar com ele  em RIO DE JANEIRO,    e já estamos  juntos  há 01 ANO como tenho  certeza que minha  fé  realizou todos meus pedidos, Estou enviando a foto    minha e de meu esposo  muito felizes.  
 
26 de outubro de 2014.
 
Ass.  Cícera Maria de Oliveira.
 Campo Grande - Rio de Janeiro- RJ.

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Santana do Cariri - CE - Romaria de menina Benigna movimenta a região do Cariri !

16/10/2014.





Quadro da menina Benigna Cardoso que, vítima de um estupro, se tornou um símbolo de religiosidade, suscitando um movimento para sua beatificação pelo Vaticano (Foto: Alex Costa/Diário do Nordeste)

Mais de 30 mil fiéis são esperados para a 11ª Romaria de Benigna, no próximo dia 24. Neste ano, a romaria traz como tema "Com Benigna testemunhemos uma igreja romeira e missionária", em alusão também às comemorações do centenário da Diocese do Crato, neste ano.


De acordo com um dos organizadores do evento, Ypsilon Félix, a programação oficial do novenário começa no dia 15, data de nascimento da menina Benigna. Durante os próximos dias, haverá intensa movimentação religiosa, com celebrações todas as noites. "Como providência divina, entre a data de seu nascimento e a data de sua morte há um intervalo de nove dias, justamente o tempo para celebração de novenas, então, neste ano, realizamos o novenário", comenta Ypsilon.


Segundo ele, como a programação é bem extensa, durante todos os dias haverá movimentação na cidade, com a participação de romeiros dos 33 municípios do Cariri e Centro Sul, pertencentes à Diocese do Crato.


Já se encontra aberto também para visitações, no Centro Pastoral Ana Feitosa, ao lado da Igreja Matriz de Nossa Senhora Santana, a exposição "Heroína da Castidade", com objetos, fotos e pertences da mártir.


No dia 24, data oficial da Romaria, que marca a morte de Benigna, várias ações acontecem durante todo o dia. Logo cedo, há a Romaria das Crianças. Momentos de oração, caminhadas e a missa solene ao final do dia, com a participação do bispo diocesano, Dom Fernando Panico. Foi lançada no último dia três, a Biografia Oficial sobre a Serva de Deus Benigna, no Seminário São José em Crato, com a presença dos autores: João Cabral, Sandro Cidrão, Ypsilon Félix, e o revisor da obra, Danilo Sobreira.


Biografia


Benigna Cardoso da Silva nasceu em 15 de outubro de 1928, na localidade de Sítio Oitis, Distrito de Inhumas a 2 km da sede de Santana do Cariri. Em 1941, aos 13 anos perdeu a vida de forma trágica. Benigna foi morta a golpes de facão por um homem que a assediou e tendo ela se recusado a entregar-se foi brutalmente assassinada. Pelo gesto a menina passou a ser considerada santa pela população local depois de sua morte, por considerarem o seu gesto de amor e coragem apesar da pouca idade. A fama de mártir espalhou-se e hoje Benigna já é devocionada por um grande número de pessoas, que costumam fazer-lhe pedidos e testemunham o alcance de graças.


Visitação


Na entrada da Vila, na localidade onde a jovem foi martirizada foi erguida uma capela dedicada a ela. No local existe um pote que ela carregava na hora do assassinato e está envolto a uma redoma de vidro, com esculturas que retratam o momento em que era morta. O local virou centro de visitação de fiéis, que passam por lá durante todo o ano para fazerem pedidos e agradecimentos por graças atribuídas a ela. Outro local visitado é o cruzeiro erguido no local de sua morte.


Há cerca de dois anos os restos mortais de Benigna Cardoso da Silva foram sepultados na Igreja Matriz de Santana do Cariri e desde então virou mais um local de visitação dos peregrinos. Benigna foi assassinada em 24 de outubro de 1941, no sitio Oiti e tornou-se uma Heroína da Castidade. Hoje, próxima de ser beatificada pela Igreja é considerada santa por muitos.


Beatificação


O processo pedindo a beatificação da menina Benigna foi aberto oficialmente em 16 março de 2013, tão logo a Diocese de Crato recebeu o "Nihil Obstat" da Sagrada Congregação para a Causa dos Santos, aprovando o início dos estudos.


Uma comissão nomeada pelo Bispo Dom Fernando Panico começou a recolher declarações das testemunhas que viveram à época, e depoimentos que relataram milagres e graças alcançadas por intercessão de Benigna. Essa fase Diocesana do processo foi encerrada em 21 de setembro de 2013.


Mais informações:

Programação da Romaria - Dia 24

14h - Concentração e acolhida

15h - Oração no Santuário

16h - Caminhada até a Matriz

17h - Solene Celebração Eucarística

Fonte: Diário do Nordeste

Santana do Cariri - CE - Aniversário de Benigna abre seu novenário!

Matéria do CETV - Tv Verdes Mares Cariri!

http://globotv.globo.com/tv-verdes-mares/cetv-1a-edicao-juazeiro-do-norte/v/santana-do-cariri-realiza-os-festejos-de-martir-benigna/3698360/


segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Santana do Cariri - CE - Lançamento da Biografia Oficial da Serva de Deus Benigna Cardoso no Seminário São José!

     Realizada nesta sexta- feira dia 03 de Outubro de 2014, o lançamento da Biografia Oficial sobre a Serva de Deus Benigna Cardoso da Silva, no Seminário São José em Crato - Ceará, com a presença doa autores: João Cabral, Sandro Cidrão, Ypsilon Félix, e o Revisor da Obra Danilo Sobreira. Além da Presença do Monsenhor Vitaliano Mattiolli postulador da Causa de Benigna na fase Diocesana.







Fotos: Danilo Sobreira.

Santana do Cariri - CE - 11ª Romaria de Benigna! Participem!


terça-feira, 9 de setembro de 2014

Santana do Cariri - CE - Livro da Serva de Deus Benigna é lançado em Crato!


Com um lançamento realizado na noite desta segunda-feira dia 08 de Setembro de 2014, houve a apresentação do livro Benigna: um lírio no sertão cearense, sendo parte integrante da programação do Seminário Diocesano de Pastoral com os novos passos que começam a serem dados na vida da Diocese de Crato.



Da esquerda para direita: João Paulo Alves Cabral, Monsenhor Vitaliano Mattioli, Pe. José Vicente, Ypsilon Rodrigues Félix e Armando Lopes Rafael na apresentação do Livro Benigna um lírio no sertão cearense . (Foto: Patrícia Silva)

sábado, 6 de setembro de 2014

Santana do Cariri - CE - Visita do Cardeal D. João a Terra da Serva Benigna!

No link Abaixo: Assistam a matéria da TV Verdes Mares da Visita do Cardeal a Santana do Cariri
http://globotv.globo.com/tv-verdes-mares/bom-dia-ceara/v/cardeal-do-vaticano-visita-santana-do-cariri-para-conhecer-a-historia-de-martir-benigna/3607459/!



Santana do Cariri - CE - Enviado do Papa - Visita do Cardeal D. João Braz a Terra da Serva Benigna!!!





Santana do Cariri - CE - Romaria da Serva Benigna 2014 - Preparativos!

Começam os Preparativos, mais uma importante reunião em preparação para a 11ª Romaria de Benigna, a acontecer no próximo dia 24 de Outubro de 2014!


 Fotos: Danilo Sobreira

Santana do Cariri - CE - Enviado do Papa Francisco visita a Serva Benigna!


Representante do papa visita Santana do Cariri em busca de mais informações sobre a mártir


A Igreja Matriz de Nossa Senhora Sant´Ana

é vista como um dos locais de maior visitação na

região do Cariri por fiéis, curiosos e estudiosos.

(Foto: Roberto Crispim)

Enviado pela Santa Sé para representar o Vaticano durante as comemorações dos festejos em torno do centenário da Diocese de Crato, o cardeal dom João Braz de Aviz, prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e Sociedades de Vida Apostólica, em Roma, visitou, na tarde de ontem, em Santana do Cariri, o Memorial construído no bairro Inhumas para homenagear a jovem Benigna Cardoso.


Popularmente conhecida como mártir da castidade, a menina tem processo de beatificação analisado por um tribunal formado pela Congregação para a Causa dos Santos, do qual participam peritos, legistas e especialistas em Direito Canônico.


Membro das Congregações para o Clero, para a Educação Católica e do Comitê Pontifício para os Congressos Eucarísticos Internacionais, dom Braz de Aviz esteve acompanhado por 15 bispos da Regional Nordeste I, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). A visita teve como finalidade a busca por maior conhecimento da história da jovem mártir que deu a própria vida em defesa de sua castidade. O convite para visitação à Santana do Cariri foi feito pelo bispo diocesano de Crato, Dom Fernando Panico.


Romaria


O número de fiéis que visitam a cidade aumenta anualmente durante a romaria realizada para que os católicos possam fortalecer a fé junto à mártir e pedir graças.


A Igreja Matriz de Nossa Senhora Sant´Ana, onde repousam os restos mortais de Benigna Cardoso, é considerada um dos locais de maior visitação na região do Cariri por fiéis, curiosos e estudiosos que se dedicam a trabalhos sobre a história da adolescente assassinada no local há cerca de 73 anos.


Foi essa movimentação, retratada à Santa Sé por meio dos documentos encaminhados pela Diocese de Crato durante a primeira fase do processo de beatificação da jovem, que aguçou a curiosidade do cardeal durante a sua ida aos locais consagrados pela presença maciça dos fiéis.


Dom Braz Aviz diz ter ficado surpreso com a fé das pessoas. "Eu não tinha ideia do que iria encontrar aqui. Por onde a gente passa, o povo olha, pergunta, reza junto. Isso tudo é muito significativo, sem dúvida", avaliou o religioso.


Oficialmente, o cardeal representa o próprio papa Francisco nas comemorações do Centenário da Diocese de Crato. Na última segunda-feira (1º), dom Braz Aviz coroou a imagem de Nossa Senhora da Penha, padroeira da Diocese. A coroa foi um presente do Vaticano. Na mesma ocasião, participou de um primeiro encontro com os bispos da Regional Nordeste I da CNBB, que permanecem no município. Na manhã de hoje, ele se reunirá com religiosos na Basílica Menor de Nossa Senhora das Dores, em Juazeiro do Norte.


O cardeal também avaliou que a Diocese de Crato expressa uma fé muito calorosa e a devoção ao Padre Cícero, cujo processo de reabilitação também está tramitando no Vaticano, estimula milhares de fiéis a estarem próximos de Deus.


"É uma devoção que cresce constantemente. Tenho certeza que o papa Francisco está olhando com muito carinho para o apelo destes milhares de fiéis", afirmou.


O bispo diocesano de Crato, dom Fernando Panico, não descartou a possibilidade de a visita do representante de Roma à Santana do Cariri contribuir para o processo de beatificação da mártir Benigna.


"O cardeal, bem como todos os demais bispos que estão reunidos em Crato, veio a Santana para conhecer de perto um pouco da espiritualidade ao redor da menina Benigna, morta para defender a sua castidade. Creio que ele, ao retornar a Roma, deverá, sim, levar sua opinião ao Santo Padre em relação ao que viu aqui", observou dom Fernando Panico.


Fonte: Diário do Nordeste

Santana Do Cariri - CE, Padre Reginaldo Manzzoti garante Visita a Terra da Serva Benigna!!!

Juazeiro do Norte - Ceará - Uma comissão formada por Ypsilon Félix, Juliana Nunes, o Radialista Geânio Felipe,e os Vereadores João Cabral e Juracildo Fernandes, estiveram juntamente com a Prefeita de Santana do Cariri, Danieli Machado. Oficializando um convite especial para uma visita a Santana do Cariri no ano de 2015, do Padre Reginaldo Manzzoti. O Sacerdote esteve em Juazeiro do Norte no último dia 23 de Agosto de 2014 para realização do II Evangelizar na terra do Pe. Cícero.

   Com a presença do Bispo diocesano D. Fernando Panico, que reforçou o convite em nome da Diocese de Crato, na oportunidade também foi entregue a Biografia Oficial da Jovem, o Padre Reginaldo Manzotti confirma sua Visita a Terra de Serva de Deus, Benigna Cardoso da Silva em 2015.


 Na Esquerda, D. Fernando Panico, Padre Reginaldo Manzotti e Ypsilon Félix.

Foto: Araújo Raimundo.

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Santana do Cariri - CE - Benigna ganha destaque no potencial de Turismo Religioso no Ceará!



16/08/2014 - 17h27


Religião ocupa lugar de destaque na Chapada do Araripe


Redação Web - TV Diário



O Pontal da Santa Cruz é um ponto de observação panorâmica localizado no topo daChapada do Araripe na cidade de Santana do Cariri. Do alto de 900m, professores e alunos universitários podem apreciar o geossítio que expõe uma riqueza natural inestimável. O arenito que compõe a formação exu no pontal data de 90 milhões de anos, sendo a rocha mais nova, a caçula, da bacia sedimentar.

O visitante pode acompanhar a beleza da região de um mirante que tem como destaque, além da paisagem cinematográfica, uma capelinha de estilo eclético e um crucifixo que sinalizam a crença do povo da região. Conta uma lenda que, nesse lugar, havia uma assombração que assustava as pessoas que subiam até o mirante. A assombração só teria se afastado definitivamente quando a população subiu a serra e primeiro ergueu uma cruz e depois a capela.


Mas longe dessas lendas que mexem com o imaginário popular é no Pontal da Santa Cruz que estudantes de várias áreas do saber vão buscar informações técnicas para suas teses. Informações também sobre o crescimento da cidade com base no turismo religioso.


Santana do Cariri se tornou foco de uma romaria que não para de crescer ano após ano. Milhares de pessoas vão para a região ver de perto o túmulo de Benigna Cardoso da Silva, que foi assassinada em 1941 e está atualmente em processo de beatificação pelaIgreja Católica. O túmulo dela está dentro da Igreja Senhora Santana que foi construída com pedras cariri.


*Com informações do repórter Ricardo Mota

Assista o Vídeo:

http://tvdiario.verdesmares.com.br/programas/conhecer/religiao-ocupa-lugar-de-destaque-na-chapada-do-araripe-1.1080725.

domingo, 6 de julho de 2014

Santana do Cariri - CE - Religiosidade e mística de Benigna ganham livro !!


06.07.2014

Com tiragem de quase 1.500 exemplares, o livro já tem grande parte da primeira edição comprometida


Depois de ser apresentado na última quarta-feira, no auditório do Geopark Araripe, em Crato, a edição teve o seu lançamento oficial, na terra natal da menina. A cada ano, Santana do Cariri registra maior número de peregrinos

fotos: elizângela santos

Santana do Cariri A menina pobre e martirizada, conhecida como a "mártir da pureza", poderá ser anunciada nos próximos anos como a primeira a ser beatificada no Ceará. Ontem foi lançado o primeiro livro contando a história de Benigna Cardoso da Silva, em Santana do Cariri. "Benigna: um lírio no sertão cearense" foi escrito a cinco mãos. Os novos capítulos da biografia trarão para a população uma história mais pormenorizada da Serva de Deus, já intitulada pela Igreja Católica.

Depois de ser apresentado na última quarta-feira, no auditório do Geopark Araripe, em Crato, a edição teve o seu lançamento oficial, na terra natal da menina. A cada ano, a cidade de Santana do Cariri registra maior número de peregrinos. E há busca de informações sobre a mártir, não apenas no Brasil, mas em países como Polônia, Estados Unidos e Itália, com a finalidade de conhecer a história de Benigna.

O livro, que teve tiragem de quase 1.500 exemplares, já tem grande parte do acervo da primeira edição comprometido e terá distribuição para 400 bispos do Brasil. A outra parte será vendida a preço simbólico, além de ser encaminhado para as 55 paróquias da Diocese e 110 sacerdotes. O chanceler da Diocese de Crato, Armando Rafael, é um dos autores do trabalho. Ele destaca a importância do primeiro livro sobre o tema, que dará a oportunidade das pessoas terem mais acesso às informações, antes contidas apenas no processo encaminhado ao Vaticano e desconhecidas do grande público.

Nos últimos anos, com a popularização da mártir, segundo o chanceler, tem sido maior a solicitação de informações, inclusive por parte dos sacerdotes. Ele destaca a importante contribuição de monsenhor Vitaliano Matiolli, postulador da causa, por determinação da Diocese. O padre José Vicente, que esteve representando o bispo do Fernando Panico, autor da apresentação da biografia, disse que o livro é de fundamental importância para o conhecimento da vida e história de Benigna. "Durante muito tempo, ela viveu no anonimato e hoje as informações já chegam a outras partes, inclusive países", afirma.

O trabalho também conta com a colaboração de Plácido Cidade Nuvens, João Paulo Cabral Alves, Raimundo Sandro Cidrão, um dos que primeiro publicou trabalhos sobre a vida da mártir, além de Ypsilon Félix, que também integrou a comissão que trabalhou na elaboração do processo, para encaminhamento a Roma.

A história de Benigna Cardoso é comovente, pela forma com que teve a vida ceifada por Raul Alves. Foi assassinada aos 13 anos, a golpes de facão. Ano passado, o processo em busca da beatificação da menina foi repassado ao Vaticano, pela Diocese de Crato, para ser analisado. Surpreendeu sua rápida aceitação, por se tratar do caso de uma menina martirizada, além da abertura da caixa com os documentos pela Santa Sé. O caso está sendo avaliado, mas não há data prevista para a beatificação ser aceita pela Congregação para a Causa dos Santos.

O livro tem linguagem acessível. São cinco capítulos e 103 páginas, trazendo de forma resumida dados reunidos no dossiê para o processo de beatificação, com várias imagens ilustrativas. Fatores sociais, econômicos, históricos, geográficos e religiosos foram inseridos na obra.

Hoje, os restos mortais da menina assassinada por Raul Alves, adolescente enlouquecido pela não aceitação de Benigna, encontram-se na igreja matriz de Nossa Senhora Santana, no Município. No distrito de Inhumas, local de maior visitação dos devotos, onde já foram realizadas romarias, foi construído um pequeno santuário, onde também é preservada a sua memória, e onde estão depositados ex-votos. São marcas das promessas alcançadas pelos fiéis da menina, considerada santa há muitos anos pelos moradores.

Contemporâneos de Benigna, nascida em 15 de outubro de 1928, no sítio Oitis dos Cirineus, também estiveram presentes ao lançamento, testemunhando os fatos históricos de uma da narrativa que acompanharam, em grande parte, desde que a menina foi morta, resistindo à condição de ser abusada.

O padre Paulo Lemos, da matriz de Santana do Cariri, diz que o livro será um instrumento de reflexão e aprofundamento da vida de Benigna.

Outras informações que antecedem a morte da mártir são resgatadas na infância, do momento em que saiu da casa dos pais para um lar adotivo e o testemunho de como a criança se comportava em vida. Para ele, o trabalho será um referencial para pastoral, e catequese.

Os recursos adquiridos com a venda dos exemplares serão usados nos custos do processo de beatificação despesas relacionadas à publicação. (E.S)

Mais informações:
Diocese de Crato
Paróquia Senhora Sant'Ana
Rua Padre Cristiano, 304
Santana do Cariri
Telefone (88) 3545.1485

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Santana do Cariri - CE - Lançamento do Livro Oficial de Benigna!!!!



Livro com a biografia da Serva de Deus, Benigna Cardoso da Silva, é lançado oficialmente em Crato- CE

Autor: Patrícia Silva
     Com o intuito de fazer ainda mais conhecida a história da Serva de Deus, Benigna Cardoso da Silva, jovem que morreu martirizada em Santana do Cariri- CE no ano 1941, e que está com o processo de beatificação no Vaticano, foi lançado oficialmente, no dia 2 de julho, às 9h, no Auditório do Geopark Araripe, em Crato- CE, o livro “Benigna Cardoso: um lírio do sertão cearense”. A cerimônia contou com a participação de devotos da jovem Benigna, autoridades religiosas e a imprensa local.
O livro possui 103 páginas e é dividido em seis capítulos que contam a história da Mártir da Castidade, como também ficou conhecida Benigna, apresentando um contexto histórico, econômico e social da cidade de Santana do Cariri na época, relatando a vida da jovem desde a sua infância, adolescência, chegando ao martírio. Ele também faz um aparato sobre as romarias que acontecem em honra a Benigna, juntamente com testemunhos de graças alcançadas, que alimentam o desejo de comprovação de sua santidade junto a Santa Sé, em Roma.
A obra é o resultado de dois anos de intensa dedicação aos estudos sobre este caso e possui a autoria de Armando Lopes Rafael, João Paulo Cabral Alves, Plácido Cidade Nuvens, Raimundo Sandro Cidrão e Ypsilon Rodrigues Félix, com o incentivo de Dom Fernando Panico, Monsenhor Vitaliano Matiolli e do Pe. Paulo Lemos.
Segundo Armando Rafael a escrita do livro foi muito emocionante por resgatar verdades da história de Benigna que nem todas as pessoas tinham acesso. Sobre a publicação da obra ele diz que ela tornará acessível ao povo fatos importantes viabilizados pela história e memória, trazendo o contexto histórico de todos os acontecimentos e dos passos que estão sendo dados até chegar a Beatificação.
Da esquerda para direita: Armando Lopes Rafael, João Paulo Cabral Alves, Pe. José Vicente Pinto e Pe. Paulo Lemos. (Foto: Patrícia Silva)
Da esquerda para direita: Armando Lopes Rafael, João Paulo Cabral Alves, Pe. José Vicente Pinto e Pe. Paulo Lemos. (Foto: Patrícia Silva)
O Bispo Dom Fernando Panico, autor da apresentação o livro, não pôde estar presente no lançamento, mas foi representado pelo Pe. José Vicente Pinto, 2º vigário geral da Diocese, que demostrou grande satisfação pela Diocese de Crato está vivenciando este momento dentro do ano jubilar. Para ele o lançamento do livro permite que a história de Benigna alcance um maior número de pessoas.
Segundo o Pe. Paulo Lemos, pároco da Paróquia Senhora Santana de Santana do Cariri- CE, todos estavam na expectativa do lançamento oficial desta biografia uma vez que ela é a primeira biografia oficial da Serva de Deus, Benigna. “O livro vai servir como um instrumento de reflexão e aprofundamento da vida daquela que preferiu morrer do que cometer pecado contra a castidade. Ele traz muitas outras informações como quem foi Benigna antes do seu martírio, sua infância, seu testemunho de santidade já em vida. Certamente será um referencial para a pastoral, catequese, estudos e quem sabe um incentivo para o surgimento de novas obras que possam continuar aprofundando esta história de vida tão bonita que foi a Serva de Deus Benigna Cardoso”, afirmou.
Os exemplares da biografia estão disponíveis na Paróquia Senhora Santana, em Santana do Cariri- CE, serão encaminhados a todas as paróquias da Diocese e posteriormente estarão na cúria diocesana, em Crato, e custa o valor simbólico de R$ 10,00.
A Sinopse
Muitos são os fiéis que já dizem ter alcançado graça pela intercessão da Serva de Deus, Benigna Cardoso, e as romarias a Santana do Cariri já levam aproximadamente 20 mil pessoas a cidade da Mártir da Castidade. O livro explica como tudo começou e o testemunho desta jovem simples e humilde, que atingiu de inicio apenas o município de Santana do Cariri, mas que hoje está conhecida além fronteiras.
Capa do Livro Benigna: um lírio no sertão cearense.
Capa do Livro Benigna: um lírio no sertão cearense.
Abaixo disponibilizaremos a Sinopse do Livro elaborada pelo escritor Armando Lopes Rafael:
Numa de suas visitas feitas ao Brasil, mais precisamente a realizada em 1991, o então Papa, hoje São João Paulo II, lançou um ansioso apelo: “O Brasil precisa de santos. O Brasil precisa de muitos santos”. Coincidência, ou não, em 1991 a lista de brasileiros candidatos a santos era pequena. Depois das palavras deste santo polonês, e pelos anos seguintes, a relação de brasileiros com fama de santidade tornou-se longa e mais conhecida pela população. Em 2014, o Brasil já contabiliza três santos canonizados, trinta e seis beatificados, quatro veneráveis e quarenta e um Servos de Deus.
Para nossa alegria, dentre os Servos de Deus, consta uma menina do Ceará: Benigna Cardoso da Silva, cujo processo de beatificação corre o longo trâmite previsto pelas normas da Congregação para a Causa dos Santos, no Vaticano. O próprio desenrolar do processo de beatificação desta criança, nascida e martirizada em Santana do Cariri, já configura um pequeno milagre. Quem poderia imaginar que os acontecimentos em torno do pedido de beatificação desta menina – já conhecida em todo o Brasil como a Mártir da Pureza – pudesse avançar tão rápido?
E entre as agradáveis surpresas das bênçãos divinas que vêm sendo derramadas sobre a divulgação das virtudes desta Serva de Deus, está este livro: “Benigna: Um lírio no sertão cearense”. Trata-se da primeira biografia publicada sobre a menina-mártir. Nesta obra consta a condensação dos trabalhos produzidos para orientar o processo de beatificação de Benigna Cardoso da Silva, ora em estudo no Vaticano. O livro é fruto do resumo dos escritos (e a lista segue apenas o critério da ordem alfabética) feitos por Armando Lopes Rafael, João Paulo Cabral Alves, Plácido Cidade Nuvens, Raimundo Sandro Cidrão e Ypsilon Rodrigues Félix.
Lendo o conteúdo deste livro, ao final da leitura, somos forçados a concordar com o que escreveu o bispo diocesano de Crato, Dom Fernando Panico, na apresentação da obra: “Entre as características da Igreja, uma delas ganha realce com maior evidência: a santidade. A Igreja é santa no sentido de o seu Fundador é Santo; o seu fim é santo; e os fiéis são convocados à Santidade”.
Este livro, “Benigna: Um lírio no sertão cearense” é, em síntese, uma louvação a Deus pelo martírio a que foi submetida esta menina. A fé de Benigna nos anima e nos fortalece na nossa caminhada, na nossa vida pessoal e no convívio com a comunidade. E nos traz a certeza de que, mesmo nos tempos atuais – tempos de hedonismo, calcados numa sociedade de consumo e no esquecimento dos valores espirituais – Deus continua santificando homens, mulheres e crianças que vivem segundo os preceitos deixados por Cristo Jesus.
O testemunho de vida e santidade desta humilde mocinha que viveu no segundo quartel do século passado, na zona rural de Santana do Cariri, vai correr o mundo, ainda mais, a partir da publicação da sua primeira biografia.
Deus seja louvado também por isso…