sábado, 31 de agosto de 2013



IGREJA NO BRASIL Processo de beatificação da jovem Benigna será encaminhado ao Vaticano!


benigna devocao
Redação Portal A12
Elisangela Cavalheiro


A Paróquia de Senhora Sant´Anna de Santana do Cariri no Sul Cearense está na expectativa da beatificação da jovem Benigna Cardoso da Silva. Com 12 depoimentos de pessoas contemporâneas da jovem mártir, coletados na primeira fase do processo para pedir a beatificação, o documento será encerrado no dia 21 de setembro e a documentação será levada para o Vaticano no dia 7 de outubro para o início da fase romana.

A jovem Benigna foi morta no dia 24 de outubro de 1941 por outro adolescente também de 13 anos, Raul Alves, que era apaixonado pela jovem. Benigna foi morta a golpes de facão ao defender sua castidade. A menina poderá ser o primeiro caso de beatificação do Estado.

Na fase diocesana do processo, a primeira para postular a beatificação de Benigna, foi realizado um estudo sobre a vida da candidata, para verificar se foi realmente por causa da fé  e não por outros motivos, que a morte (martírio) ocorreu.

“Todo esse histórico é de fundamental importância para verificar a postura antes da morte e por isso, foi feito esse resgate da vida de Benigna. Essa primeira fase é para verificar a comprovação de que houve o martírio a partir do relato das testemunhas”, explicou o pároco da paróquia onde nasceu a jovem, padre Paulo Lemos.

Padre Paulo conta que a história de martírio da jovem e o testemunho de vida cristã, são a causa principal da comoção dos fiéis. “Benigna era muito humana, generosa, uma menina santa, virtudes que ela possuía antes de seu martírio. O povo fica muito comovido com sua história, principalmente porque ela não queria cometer pecado”.

Os próximos passos

Na próxima etapa, chamada de fase romana, a Congregação para a Causa dos Santos, órgão da Santa Sé que trata desses assuntos, nomeia um novo tribunal, com teólogos e peritos do Direito Canônico e legistas que retomam e estudam todos os documentos produzidos na fase diocesana do processo. Caso haja dúvidas, o órgão envia de volta a documentação e pede estudos mais acurados e provas mais contundentes. Ao final, a Congregação lança um documento chamado ‘Positio’, com o qual se afirma o grau de virtudes do candidato.

Nessas duas fases ainda não se fala em milagre. Com o caso de Benigna, se for constatado martírio, não será preciso aguardar um milagre ocorrido por intercessão da mártir para torná-la beata. Somente, no caso de canonização, que será preciso um milagre para ser declarada santa.


Novo retrato oficial

Com a pesquisa realizada na fase diocesana, um novo retrato oficial foi divulgado com base em testemunhas que conheciam a jovem, um retrato mais fiel, segundo padre Paulo. 
 
Mais informações sobre a história da jovem, na página oficial dedicada a ela.  












http://www.a12.com/noticias/noticia.asp?ntc=processo_de_beatificacao_da_jovem_benigna_sera_encaminhado_ao_vaticano.html